Outubro Rosa: como reduzir os riscos

Nem todos sabem que optar por um estilo de vida preventivo pode ajudar a afastar a doença. Hábitos como manter uma dieta balanceada, é um passo que pode ajudar. O melhor para a proteção são as frutas e os vegetais ricos em substâncias conhecidas como carotenoides, precursores da vitamina A.

Praticar atividades físicas regulares, pelo menos por 1 hora, 3 dias por semana e evitar sobrepeso, são fatores importantes que possam fazer diferença na redução de riscos.

Evitar ingestão de bebida alcoólica excessiva, já que consumir equivalente a três ou quatro drinques por semana aumenta o risco, especialmente após a menopausa e para as mulheres que têm sobrepeso ou são obesas.

Autoexame: fácil e eficiente

É de grande importância todas as mulheres terem o hábito de fazer o autoexame da mama, para assim ficarem atentas a qualquer possível alteração nos seios. O autoexame deve ser feito uma vez por mês, todos os meses, 3 a 5 dias após o aparecimento da menstruação.

            Existem duas formas de realizar a avaliação, em pé ou deitada, ambas são fáceis e rápidas de fazer. A palpação em pé deve ser feita da seguinte forma:

– Levantar o braço esquerdo, posicionando a mão atrás da cabeça

– Palpar cuidadosamente a mama esquerda com a mão direita, fazendo movimentos circulares

– Repetir os mesmos passos para a mama do lado direito

            Para fazer o autoexame deitada é preciso:

– Deitar e colocar o braço esquerdo na nuca

– Palpar a mama esquerda com a mão direita

– Repetir os mesmos passos para a mama do lado direito

A palpação deve ser feita com todos os dedos da mão juntos e esticados em movimentos circulares em toda a mama e de cima para baixo. É fundamental também, pressionar os mamilos suavemente para observar se existe a saída de qualquer líquido.

            Não deixe para depois, é preciso prevenir!

 

 

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

PROCURANDO ALGO

CATEGORIAS

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

ESCOLHA UMA UNIDADE E FAÇA JÁ SUA MATRÌCULA