10 motivos para acompanhar a evolução das medidas

Acompanhar a evolução das medidas corporais é importante para entender os resultados obtidos por meio dos treinos, alimentação e de hábitos de maneira geral. Confira 10 motivos para manter esse acompanhamento ativo:

1- Progresso físico

Ao iniciar os treinos, estabelecer algumas metas é parte essencial para estimular a mente, alcançar e buscar uma saúde mais equilibrada. Para dar continuidade no seu treino e ter claro qual caminho seguir, é necessário fazer uma revisão contínua para que você continue progredindo.

2- Acompanhamento de massa corporal

A melhor maneira de conseguir chegar aos seus objetivos é fazer o acompanhamento com a balança de bioimpedância. Através dela, você conhece sua idade corporal, percentual de gordura e mais!

Com esse acompanhamento você terá o cálculo do IMC (Índice de Massa Corporal), trata-se de uma medida entre o peso e a altura. Com esse cálculo é possível classificar em baixo peso, peso normal, excesso de peso ou obesidade.

3- Distribuição do peso

A relação cintura quadril, conhecida como RCQ, é uma ferramenta para determinação do padrão de distribuição da gordura corporal.

A combinação do cálculo do IMC obtido com a balança de bioimpedância e o resultado da RCQ recebido no acompanhamento de medidas é fundamental na rotina de acompanhamento, pois ajuda a identificar um potencial desequilíbrio de massa corporal e sua distribuição.

4- Perda de peso saudável

A perda de peso não significa saúde e bons resultados, por isso, atrelar as medidas corporais e acompanhamento na balança de bioimpedância poderá surtir melhores efeitos para uma vida mais saudável.

5- Avaliar as atividades físicas

Ao acompanhar de perto a evolução das medidas corporais, é possível avaliar, ajustar e planejar possíveis mudanças na execução das atividades físicas. A adaptação dos exercícios pode acontecer a qualquer momento para que o objetivo de perda ou ganho de massa seja cumprido.

6- Cuidados com a saúde

Acompanhar as medidas é importante para antecipar possíveis riscos cardiovasculares, que afetam o coração e os vasos sanguíneos, incluindo problemas estruturais e coágulos ou síndrome metabólica, que aumentam o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabetes.

7- Entender as proporções ideias

Cada pessoa possui um biótipo, e é fundamental ter em mente que nem sempre o que vale para um, vale para o outro. Efetuar a conferência das medidas colabora para a definição e entendimento das proporções ideais, que são individuais.

8- Evolução do Corpo

Determinar uma meta é importante, mas olhar-se no espelho e sentir-se bem é essencial. Acompanhar as medidas proporciona clareza nas metas estabelecidas e possíveis mudanças caso o resultado estético não esteja alinhado com o esperado.

9- Ajustar os hábitos alimentares

Os exercícios físicos devem ser atrelados com uma boa alimentação. A medida corporal pode dizer muito sobre os hábitos que precisam ser ajustados na ingestão de alimentos.

10- Previsão de saúde

As medidas podem estar relacionadas ao aumento ou perda do peso, e quando avaliado com cuidado, considerando histórico médico, ritmo de treino, alimentação e saúde, podem indicar disfunção da tireoide ou metabólica.

Fique sempre de olho na sua evolução.

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

PROCURANDO ALGO

CATEGORIAS

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

ESCOLHA UMA UNIDADE E FAÇA JÁ SUA MATRÌCULA